terça-feira, 19 de janeiro de 2016


HAARP is the acronym many people recognize, it is an "ionosphere heater" facility in Alaska. Mainstream media and the military industrial complex tried to convince the public that HAARP was going to be completely dismantled by the summer of 2014, but did this happen? No, and now it seems HAARP has been funded through 2015, the lies never end when the government is involved. What many people don't know is that the Alaskan HAARP facility is only one of many major ground based ionosphere heaters around the world. This global network of incredibly powerful ionosphere heaters is wreaking havoc on the climate system and the biosphere as a whole. The more educated activists are in regard to what the ionosphere heaters are and what these installations  can do, the more effective they will be in the battle to raise awareness on the critical climate engineering issue. The summary explanation of HAARP below is an important read.
Dane Wigington

HAARP é a sigla muitas pessoas reconhecem, é uma instalação "aquecedor ionosfera" no Alasca. Mídia e do complexo industrial militar tentou convencer o público de que o HAARP vai ser completamente desmontado no Verão de 2014, mas isso aconteceu? Não, e agora parece que HAARP tem sido financiada através de 2015, As Mentiras Nunca terminará quando o governo está envolvido. O que muitas pessoas não sabem é fez a instalação de HAARP do Alasca é apenas um dos muitos baseados aquecedores ionosfera terreno grande em todo o mundo. Esta rede global de incrivelmente poderosos aquecedores ionosfera está causando estragos no sistema climático ea Biosfera como um todo. Os ativistas mais educadas estão em relação ao que os aquecedores são ionosfera e instalações whatthese pode fazer, mais eficaz na batalha ser theywill para aumentar a conscientização sobre a questão crítica da engenharia climática. A explicação resumo do HAARP abaixo é uma importante leitura.
dane Wigington


HAARP Boils the Upper Atmosphere

HAARP will zap the upper atmosphere with a focused and steerable electromagnetic beam. It is an advanced model of an "ionospheric heater." (The ionosphere is the electrically-charged sphere surrounding Earth's upper atmosphere. It ranges between 40 to 60 miles above the surface of the Earth.) 
Put simply, the apparatus for HAARP is a reversal of a radio telescope; antenna send out signals instead of receiving. HAARP is the test run for a super-powerful radiowave-beaming technology that lifts areas of the ionosphere by focusing a beam and heating those areas. Electromagnetic waves then bounce back onto earth and penetrate everything — living and dead. 
HAARP publicity gives the impression that the High-frequency Active Auroral Research Program is mainly an academic project with the goal of changing the ionosphere to improve communications for our own good. However, other U.S. military documents put it more clearly — HAARP aims to learn how to "exploit the ionosphere for Department of Defense purposes." Communicating with submarines is only one of those purposes. 
Press releases and other information from the military on HAARP continually downplay what it could do. Publicity documents insist that the HAARP project is no different than other ionospheric heaters operating safely throughout the world in places such as Arecibo, Puerto Rico, Tromso, Norway, and the former Soviet Union. However, a 1990 government document indicates that the radio-frequency (RF) power zap will drive the ionosphere to unnatural activities. 
" … at the highest HF powers available in the West, the instabilities commonly studied are approaching their maximum RF energy dissipative capability, beyond which the plasma processes will 'runaway' until the next limiting factor is reached."
If the military, in cooperation with the University of Alaska Fairbanks, can show that this new ground-based "Star Wars" technology is sound, they both win. The military has a relatively-inexpensive defense shield and the University can brag about the most dramatic geophysical manipulation since atmospheric explosions of nuclear bombs. After successful testing, they would have the military megaprojects of the future and huge markets for Alaska's North Slope natural gas. 
Looking at the other patents which built on the work of a Texas' physicist named Bernard Eastlund, it becomes clearer how the military intends to use the HAARP transmitter. It also makes governmental denials less believable. The military knows how it intends to use this technology, and has made it clear in their documents. The military has deliberately misled the public, through sophisticated word games, deceit and outright disinformation. 
The military says the HAARP system could: 
    • Give the military a tool to replace the electromagnetic pulse effect of atmospheric thermonuclear devices (still considered a viable option by the military through at least 1986) 
    • Replace the huge Extremely Low Frequency (ELF) submarine communication system operating in Michigan and Wisconsin with a new and more compact technology 
    • Be used to replace the over-the-horizon radar system that was once planned for the current location of HAARP, with a more flexible and accurate system 
    • Provide a way to wipe out communications over an extremely large area, while keeping the military's own communications systems working 
    • Provide a wide area earth-penetrating tomography which, if combined with the computing abilities of EMASS and Cray computers, would make it possible to verify many parts of nuclear nonproliferation and peace agreements 
    • Be a tool for geophysical probing to find oil, gas and mineral deposits over a large area 
    • Be used to detect incoming low-level planes and cruise missiles, making other technologies obsolete 
    The above abilities seem like a good idea to all who believe in sound national defense, and to those concerned about cost-cutting. However, the possible uses which the HAARP records do not explain, and which can only be found in Air Force, Army, Navy and other federal agency records, are alarming. Moreover, effects from the reckless use of these power levels in our natural shield — the ionosphere — could be cataclysmic according to some scientists. 
    Two Alaskans put it bluntly. A founder of the NO HAARP movement, Clare Zickuhr, says "The military is going to give the ionosphere a big kick and see what happens."
    The military failed to tell the public that they do not know what exactly will happen, but a Penn State science article brags about that uncertainty. Macho science? The HAARP project uses the largest energy levels yet played with by what Begich and Manning call "the big boys with their new toys." HAARP is an experiment in the sky, and experiments are done to find out something not already known. Independent scientists told Begich and Manning that a HAARP-type "skybuster" with its unforeseen effects could be an act of global vandalism. 


    HAARP Ferve Upper Atmosphere
    HAARP zap a atmosfera superior com um feixe eletromagnético focado e orientável. É um modelo avançado de um "aquecedor ionosférico." (A ionosfera é a esfera eletricamente carregada em torno atmosfera superior da Terra. Ele varia entre 40 a 60 milhas acima da superfície da Terra.)
    Simplificando, o aparelho para HAARP é uma reversão de um telescópio de rádio; Antena enviando sinais em vez de receber. HAARP é o teste de funcionamento para um super-poderosa tecnologia de radiante radiowave fez elevadores áreas da ionosfera, concentrando-se um feixe e aquecendo Essas áreas. As ondas eletromagnéticas em seguida, saltar para trás na terra e penetra tudo - vivos e mortos.
    HAARP publicidade dá a impressão fez o High Frequency Ativo Programa de Pesquisa de Aurora-se principalmente ao projeto acadêmico com o objetivo de mudar a ionosfera para melhorar as comunicações para o nosso próprio bem. No entanto, outros documentos militares norte-americanos colocá-lo de forma mais clara - HAARP tem como objetivo aprender a "explorar a ionosfera para fins Departamento de Defesa." Comunicando-se com submarinos é apenas um desses propósitos.
    Comunicados de imprensa e outras informações dos militares sobre HAARP continuamente minimizar o que poderia fazer. Documentos publicitários insistem fez o projeto HAARP não é diferente de outros aquecedores ionosféricos que operam com segurança todo o mundo em lugares como: Arecibo, Porto Rico, Tromso, Noruega, e da antiga União Soviética. No entanto, um documento do governo 1990 indica dass die de rádio-freqüência (RF) zap de energia irá conduzir a ionosfera para atividades não naturais.
    "... Nos mais altos poderes HF disponíveis no Ocidente, as instabilidades comumente estudados estão se aproximando capacidade de dissipação de energia RF Seu máximo, além de que os processos de plasma vai 'fugitivo' até o próximo fator limitante é atingido."
    Se os militares, em cooperação com a Universidade de Alaska Fairbanks, pode mostrar que os membros deste novo tecnologia de "Star Wars", com base terrena é som, ambos ganham. Os militares tem um escudo e defesa relativamente barato a Universidade pode se gabar o mais dramático manipulação geofísica desde explosões atmosféricas de bombas nucleares. Depois de testes bem-sucedidos, eles teriam os militares mega projectos do futuro e enormes mercados para o gás natural North Slope do Alasca.
    Olhando para as outras patentes que construiu sobre o trabalho do físico um Texas 'chamado Bernard Eastlund, ele se torna mais clara a forma como as intenções militares de usar o transmissor HAARP. Assim, faz negações governamentais menos crível. Os militares sabem como ele intenções de usar esta tecnologia, e já deixou claro em seus documentos. Os militares deliberadamente enganou o público, através de jogos de palavras sofisticadas, enganos e desinformação pura e simples.
    Os militares dizem que o sistema HAARP poderia:
    Dê os militares uma ferramenta para substituir o efeito de pulso eletromagnético de dispositivos termonucleares atmosféricas (ainda considerada uma opção viável pelos militares através de, pelo menos, 1986)
    Substitua o enorme sistema de frequência extremamente baixa (ELF) comunicação submarinos operando em Michigan e Wisconsin com uma nova e mais compacta tecnologia
    Ser usado para substituir o sistema de over-the-horizon radar fez o que uma vez planejado para o local atual do HAARP, com um sistema mais flexível e preciso
    Fornecer uma maneira de acabar com as comunicações sobre a extremamente grande área, mantendo sistemas de comunicação próprios dos militares trabalhando
    Fornecer uma vasta área tomografia terra-penetrante, que, se combinada com as habilidades de computação de computadores Emass e Cray, tornaria possível verificar muitas partes da não-proliferação nuclear e os acordos de paz
    Ser um instrumento de sondagem geofísica para encontrar depósitos de petróleo, gás e minerais em uma grande área
    Ser usado para detectar aviões de entrada de baixo nível e mísseis de cruzeiro, fazendo outras tecnologias obsoletas
    As habilidades acima parece ser uma boa idéia para todos os que crêem na defesa nacional som, e para aqueles preocupados com a redução de custos. No entanto, de usos possíveis Quais os registros do HAARP não explicam, e que só podem ser encontrados na Força Aérea, Exército, Marinha e outros registros de agências federais, são alarmantes. Mais ainda, os efeitos do uso irresponsável dos níveis de potência em nosso escudo síntese natural - a ionosfera - Poderia ser cataclísmico de acordo com alguns cientistas.
    Dois Alaskans colocá-lo sem rodeios. Um dos fundadores do movimento NO HAARP, Clare Zickuhr, diz: "Os militares estão indo para dar a ionosfera um pontapé de grande e ver o que acontece."
    Os militares não conseguiram dizer ao público thatthey não sei o que vai acontecer exatamente, mas um artigo de ciência Penn State se gaba de que a incerteza. Macho ciência? O projeto HAARP utiliza os energylevels maior já jogou com o que por Begich e Manning chamam de "os meninos grandes com seus novos brinquedos." HAARP é um experimento no céu, e as experiências sejam feitos para descobrir algo que não já conhecido. Cientistas independentes disseram Begich e Manning fez um HAARP-tipo "skybuster", com seus efeitos imprevistos Poderia ser a agir de vandalismo global. TRADUÇÃO GOOGLE

    Nenhum comentário: